Você conhece a legislação vigente para podas em condomínios? O que fazer quando folhas alcançam postes e fios da rede elétrica? Já que estamos às portas do verão, uma estação marcada por temporais e consequentes problemas com a vegetação, trouxemos hoje um assunto que pode ser motivo de preocupação para síndicos: a poda e supressão de árvores. Continua lendo que nós passamos todas as informações para manter você e seus condôminos em segurança e longe de multas!

Quando plantas estão doentes, velhas ou ressecadas é comum que galhos e folhas caiam com maior frequência. Apesar de muitos prédios serem extremamente altos, folhas e ramos podem chegar até a calha e acabar por entupi- lá, ou até mesmo, fissurar parte do telhado. Nesses casos, é preciso ter cuidado com o aparecimento de umidade ou marcas nas paredes dos apartamentos, é uma forte indicação de que existe algum problema com a manta ou telhas!

É preciso garantir que toda área verde esteja em plena vitalidade e que não apresente riscos para estrutura dos prédios ou a segurança de moradores e transeuntes. Algumas outras consequências de negligenciar a manutenção das árvores são:
Rompimento de fios de rede elétrica
Queda de troncos
Placas de trânsito escondidas por ramos
Calçadas quebradas por raízes

A poda não é como qualquer atividade de jardinagem, que serve em grande parte para aperfeiçoar a estética, mas sim como medida preventiva para acidentes e assegura a qualidade de vida dos condôminos!
O correto é manter um calendário de cortes, com a época mais favorável para cada espécie, mantendo em mente que é necessário conduzir a copa, retirar parasitas e verificar se o solo está adequado para o crescimento.📅

As podas e supressões estão previstas de acordo com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (SMAM) de Porto Alegre. Algumas das etapas que você pode se deparar enquanto prepara a manutenção são:

1- Criação de um laudo técnico sobre o estado físico da árvore
2- Plano de ação para poda, supressão ou realocação.
3- Comunicação prévia à prefeitura sobre o serviço que será feito.
4- Definição de uma compensação ambiental em caso de supressão ou realocamento.

Os profissionais responsáveis pela elaboração desses passos devem estar certificados perante a secretaria, com registro de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). Ele é o responsável pela vistoria da parte arbórea e definirá quais medidas acertar perante a prefeitura, levando em conta qual tipo de árvore e qual ação será tomada sobre ela.
No site da SMAM você encontra quais os profissionais certificados na função, assim como a legislação vigente para áreas públicas e privadas. Outra iniciativa da secretaria foi a criação da Cartilha para Poda e Supressão, desenvolvida por biólogos e engenheiros agrônomos com objetivo de resumir e explicar todas as leis (e exceções) referentes a poda, supressão e transplante.

Também é indicado conferir se algum espécime não está tombado ou imune ao corte. No link do site da prefeitura você encontra duas listas, por bairros, de quais plantas está proibido o corte – caso uma dessas árvores esteja em risco de queda, a prefeitura precisa ser notificada antes de qualquer ação ser tomada.

A LCD sempre mantém a maior atenção para preservar fauna e flora, tão importantes para o ecossistema. Nós priorizamos que toda vegetação faça seu papel ambiental, contribuindo de forma saudável no meio urbano!

Quais outros conteúdos você acredita que te ajudariam na sua jornada com seu condomínio? Comenta aqui embaixo! Estamos ansiosos para te atender 😄