Um dos recursos naturais mais importantes do planeta, a água é fonte de vida! Indispensável no dia a dia, para ser utilizada, é preciso que esteja própria para o consumo. Nos condomínios, esse recurso é compartilhado através de caixa d’água.

A responsabilidade pela água é da companhia estadual até o momento em que ela chega até o reservatório do prédio. Após, passa a ser do empreendimento e, por isso, é preciso estar sempre atento a sua qualidade.

Para garantir a segurança e a saúde dos condôminos, a manutenção dessa estrutura de armazenamento – incluindo as bombas –  deve ser feita, no mínimo, a cada seis meses, com higienização, desinfecção e cuidados especiais que evitarão possíveis contaminações.

Quanto mais antiga as tubulações ou quando houver conserto na rede interna da água, mais necessária se faz a limpeza, pois há chances de entrar resíduos e barro nos reservatórios.

Outro cuidado importante é com a vedação da caixa d’água, que deve estar sempre fechada para impedir a entrada de animais que poderão beber ou urinar dentro, promovendo contaminação. A tampa aberta também possibilita o ingresso de insetos, como os mosquitos que transmitem doenças contagiosas como Dengue, Zika Vírus e Chikungunya.

A limpeza e a manutenção da caixa d’água são de responsabilidade do síndico, que é o responsável legal pela tarefa, porém devem ser efetuadas por empresas especializadas, que dão garantia pelo serviço prestado e seguem as normas de segurança do trabalho, com a utilização de Equipamentos de Proteção Individual – EPIs e, no final, apresentam um certificado assinado por profissional habilitado.

Em Porto Alegre, a legislação municipal determina que o serviço de limpeza de reservatórios de água potável somente pode ser realizado por empresas cadastradas na Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde.

O trabalho dura, aproximadamente, de duas a três horas por caixa d’água e, sugere-se que seja acompanhado de perto pelo zelador ou pelo síndico, que devem conferir os procedimentos realizados.

Nesse dia, haverá redução ou interrupção do abastecimento no condomínio, por isso, os moradores devem ser avisados com antecedência sobre o dia e o horário que a manutenção vai ocorrer, através de avisos no mural e nas entradas.

De acordo com o diretor da LCD Condomínios, Marcelo Décimo, uma sugestão é que o condomínio faça um calendário de manutenção com todas as atividades que devem ser realizadas ao longo do ano. “É uma forma de não esquecer ações importantes como esta. A limpeza da caixa d’água está totalmente relacionada com a saúde dos condôminos e, portanto, é de responsabilidade do condomínio”, finaliza.

 

LCD Condomínios